“Divã da pandemia”

“Divã da pandemia”

“Alguns veem as vendas despencar e têm medo de precisar fechar as portas. Outros se surpreendem com o aumento da demanda, e passam a se culpar pelo sucesso. E há quem encontre novos caminhos para sobreviver. Em comum, todos sofrem com o temor do contágio, a pressão por resultados e a impossibilidade de prever o futuro. Nunca foi tão difícil ser um empreendedor. Em um cenário de isolamento social e crise econômica, ele não só precisa cuidar de si mesmo e da sua família, mas também assegurar o bem-estar dos colaboradores. Nesse cenário, manter a saúde mental é um desafio diário. “Há aqueles que se retraem e apresentam uma queda importante de produtividade, e os que ficam mais agitados e trabalham intensamente”, afirma Fernanda Thees, fundadora da Loite e especialista em coaching. “Os dois extremos são ruins e tiram a pessoa do seu eixo emocional. É necessário buscar alternativas que ajudem a eliminar o estresse, aceitar a nova realidade e ter forças para repensar a empresa.” Terapia, coaching,meditação, atividades físicas e voluntariado são algumas das opções disponíveis para fundadores que querem afastar a ansiedade e evitar o burnout.”

(TRECHO DE MATÉRIA DA REVISTA PEQUENAS EMPRESAS E GRANDES NEGÓCIOS – JUNHO 2020)

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.