UPenn, a Universidade da Pensilvânia

Por Fernanda Lopes de Macedo Thees

“Bem vindo à Universidade da Pensilvânia.

A UPenn se orgulha da tradição que remonta ao seu fundador, Benjamin Franklin, de transformar conhecimento em ação social. Esse pragmatismo ativo, articulado na máxima de Franklin “bem feito é melhor do que bem dito”, vive hoje por meio de políticas inclusivas, trabalho inovador e engajamento de nossos professores, alunos e funcionários.”

No site da Universidade da Pensilvânia, a apresentação oficial já diz muito sobre o que uma das instituições de ensino superior particular mais tradicionais dos Estados Unidos tem a oferecer.

A Upenn ou Penn faz parte do seleto grupo de universidades estabelecidas ainda durante as Treze Colônias, antes dos EUA se tornarem uma nação soberana após a Revolução Americana. Além disso, é integrante da famosa Ivy League, composta por 8 universidades, sinônimo de excelência acadêmica e objeto de desejo de vários estudantes ao redor do mundo.  

Não poderia ser muito diferente: Benjamin Franklin, um dos nomes mais importantes da história americana, foi o maior responsável pela sua fundação. O objetivo era capacitar os jovens para que conseguissem ocupar cargos de liderança em diversos setores.

A UPenn abriu as portas em 1751, com o título de “Academy and Charitable School in the Province of Pennsylvania”. Desde então, já formou grandes nomes e tem afiliações com mais de  25 ganhadores do Prêmio Nobel.  A universidade também lidera um recorde informal de ex-alunos bilionários, com número próximo a 25.

As proezas não param por aí. A UPenn sediou o primeiro sindicato de estudantes do país, tem um estádio de futebol americano com dois andares e ainda foi responsável pela fundação da primeira escola de negócios do mundo – a Wharton School, que falaremos mais a seguir.

Campus 

São doze escolas conectadas em um único campus. A unidade geográfica da UPenn é única entre as escolas da Ivy League, o que permite uma abordagem integrada à educação, bolsas de estudo e pesquisa. Na última década, o campus ainda ganhou bastante espaço e aumentou a sua área verde em 25%.

Educação

A vida acadêmica na UPenn é movimentada. São aproximadamente 10.000 alunos de graduação e outros 10.000 nas escolas de pós-graduação, formando um dos corpos estudantis mais diversos da Ivy League.

Consistentemente classificada entre as 10 melhores universidades do país, atualmente a Penn ocupa o 19º lugar no QS Global World Ranking.  

Como ingressar?

Para estrangeiros, o processo é chamado de “need aware”, ou seja, a capacidade do aluno de pagar pelos seus estudos entra em jogo na hora das avaliações.

Isso acontece porque existem fundos limitados para auxiliar os alunos durante o período letivo. Ganhar uma bolsa de estudos pode ser um pouco difícil, mas não é impossível.

Em 2015, por exemplo, mais de US$ 7 milhões foram destinados a alunos internacionais por meio de bolsas de estudos.

Alunos famosos

  • Noam Chomsky, filósofo e ativista
  • Elon Musk, CEO da SpaceX e da Tesla
  • Donald Trump, atual presidente dos EUA e empresário
  • Martin Luther King Jr, grande líder na luta pela igualdade racial
  • Philip Roth, escritor e ganhador do prêmio Pulitzer
  • Warren Buffet, investidor e um dos homens mais ricos do mundo

Wharton School

Em 1881, o empresário e industrial americano Joseph Wharton criou a primeira Escola de Negócios do mundo, na Universidade da Pensilvânia.

Desde a sua fundação, a Wharton tem como pilares incentivar o espírito de inovação, a capacidade analítica e o empreendedorismo no mundo dos negócios, formando líderes visionários, que atuam em empresas, no governo e em organizações sem fins lucrativos.

Hoje, a ambição da escola é se tornar a mais abrangente fonte de conhecimento de negócios no mundo. São mais de 235 membros do corpo docente, 96.000 ex-alunos, 5.000 alunos em 10 departamentos acadêmicos, 20 centros de pesquisa e mais de 9.000 participantes de educação executiva anualmente.

Os números da Wharton Em 2016-2017, a Wharton teve 4.993 alunos distribuídos em 4 programas de graduação:

  • 2.559 alunos de graduação
  • 1.775 estudantes de MBA
  • 445 estudantes da EMBA
  • 214 doutorandos

Além disso, aproximadamente 9.200 pessoas participaram do programa de Educação Executiva da Wharton:

  • 224 membros do corpo docente permanente
  • 236 Membros do corpo docente não permanente (período integral e parcial)
  • 116 membros do corpo docente internacional

Uma das etapas do processo seletivo para o MBA em Wharton: a entrevista e participação na atividade em grupo

Diferente de muitas escolas que têm como última etapa de seu processo seletivo de MBA somente uma entrevista, Wharton mudou esta última fase, usando agora uma discussão em grupo, seguida de uma pequena entrevista. O Team Based Discussion dura aproximadamente 40min, e neste período os candidatos tem a chance de discutir o assunto proposto, e chegar a uma conclusão/ solução razoável.

Em seguida, têm aproximadamente 10 min para uma entrevista individual.

 

Se você pensa em estudar lá, está visitando, ou de passagem pela Pensilvânia, vale a pena incluir a universidade no programa!

 

Pelas ruas da UPenn

 

Na livraria da escola: livros, e mais mensagens que reforçam a cultura.

 

Participando de aula na escola de negócios: Wharton.

 

Nenhuma grande novidade, principalmente nos EUA, mas fala sobre a cultura de um lugar, de se importar com o meio ambiente e sustentabilidade.